A AGRICULTURA E O CONCELHO DE MOURA

Nas autarquias, tal como na Assembleia da República, o Mundo Rural pode continuar a contar com a intervenção do PCP e da CDU

2017-07-04

A agricultura está na base da actividade económica do concelho de Moura. A situação económica e social do País exige políticas de estímulo à produção nacional e o desenvolvimento da agricultura é fundamental para aumentar essa produção.



ALQUEVA – O PCP, a CDU e a sua intervenção institucional têm-se empenhado na defesa da produção nacional. Fizeram-no sempre relativamente a Alqueva. Foi aliás o único partido que sempre defendeu a construção de Alqueva e nunca teve dúvidas relativamente à sua necessidade. Tal como hoje o PCP é a única força política que defende um outro modelo económico para a região e para Alqueva, que coloque o investimento público e o aumento da produção por este potenciado ao serviço do desenvolvimento da região e da resolução dos seus problemas, combatendo o despovoamento, o desemprego e a fraca dinâmica económica das nossas localidades. Problemas não resolvidos e até agravados com o modelo de exploração económica instalado.

VALORIZAÇÃO DOS TRABALHADORES – O desenvolvimento e a modernização da agricultura não servem os interesses das populações, nem do Alentejo, se estiverem associados a trabalho escravo, trabalho sem direitos, precariedade e baixos salários. O desenvolvimento implica uma adequada valorização dos trabalhadores agrícolas sendo essa a melhor forma de distribuição da riqueza potenciada a partir do investimento público.

DEFESA DOS RENDEIROS – A defesa da agricultura que o PCP tem levado por diante está também patente na defesa dos rendeiros na herdade dos Machados, no seu direito a terem acesso à terra para produzirem. O afastamento de rendeiros e a concentração da propriedade da terra bem demonstram que retirar rendeiro à terra é promover a concentração capitalista e acabar com postos de trabalho. Na área ocupada pelos rendeiros nunca trabalharão o número de pessoas que agora lá está. Para além de que o seu direito à terra e uma promessa de sucessivos governos que importa cumprir.

REDE NATURA E REGADIO – A defesa da actividade agrícola e do mundo rural passa também pela defesa do direito a produzir e viabilizar economicamente os territórios. Foi isso que o PCP fez com a apresentação e recente aprovação de recomendações ao Governo sobre a compatibilização da actividade agrícola com a preservação dos valores ambientais na Rede Natura, que condiciona mais de metade do concelho de Moura. Foi o PCP que propôs a elaboração de planos de gestão com as respectivas componentes financeiras. Foi o PCP que propôs uma reavaliação da utilização de regadio na Rede Natura. Foi o PCP que propôs a definição de uma estratégia nacional para a agricultura de sequeiro.

FLORESTA – Defendemos um Mundo Rural que conte com uma floresta valorizada e produtiva, correctamente gerida e ordenada.

DEFENDER O FUTURO DO CONCELHO DE MOURA – Portugal tem défices em algumas produções agrícolas. Os cereais são o mais evidente desse défice. Mas também as carnes, os grãos-de-bico e outras produções que poderíamos produzir na nossa região. A soberania alimentar é um elemento fundamental do futuro do País. Defender a produção nacional, dirigida para satisfação das necessidades do País, para uma adequada valorização do trabalho e uma correcta distribuição da riqueza, é defender o futuro do concelho de Moura.
Nenhuma outra força política tem intervindo tão consequentemente na defesa do futuro do concelho de Moura como o PCP e a CDU. O apoio às estruturas agrícolas do concelho e à dinamização da agricultura tem sido uma constante. A CDU e os seus eleitos integram o projecto político com mais condições para defender esse futuro, construído desde o presente.

COMPROMISSO – A CDU reafirma o seu compromisso de continuar a pugnar pelo aproveitamento das potencialidades agrícolas do concelho, considerando para isso fundamental o alargamento da área de regadio para a zona da Póvoa de S. Miguel e Amareleja, e a existência de apoios para quem pretenda a partir do aproveitamento agrícola apostar na transformação dos produtos, defendo ao mesmo tempo a valorização da agricultura familiar.
Nas autarquias, tal como na Assembleia da República, o Mundo Rural pode continuar a contar com a intervenção do PCP e da CDU.

Outras Notícias